Variação #6:

por Camila Fontenele*

Solilóquio

Vão dizer quantas pessoas podem sair de casa, a quantas horas, por quanto tempo, e por onde será permitido caminhar, durante quantos minutos, para que as turmas seguintes não sejam prejudicadas na regalia de ir e vir na cidade entupida?
Vão acabar com a cidade, todas as cidade, vão acabar com o homem e a mulher também, vão fazer o quê, depois que eles mesmos acabarem?

DE NOTÍCIAS E NÃO-NOTÍCIAS faz-se a crônica, de Carlos Drummond Andrade

Solilóquio (Camila Fontenele)

Solilóquio (Camila Fontenele)

Coisas de graça

– Queria. Por que não? Se este cafezinho me é servido de graça neste instante, e se eu voltar daqui cinco minutos depois, e mais cinco e mais cinco… até eu ficar entupido de café e bradas: chega, não quero mais! Por que não posso pensar que uma sociedade bem organizada serviria tudo a todos, a troco de sorriso?

DE NOTÍCIAS E NÃO-NOTÍCIAS faz-se a crônica, de Carlos Drummond Andrade

Coisas de graça (Camila Fontenele)

Coisas de graça (Camila Fontenele)

O outro

Depois, não só um Outro. São muitos, são vagos, são indefinidos: os Outros. Que é que os outros vão dizer? Mas os outros nunca dizem nada, apenas se receia que eles digam alguma coisa desabonadora ou cruel. Quem costuma dizer, e é antes abonador, é o Outro. Mas abona escondido, sopra ou insinua a sentença oportuna, para que ela corra mundo sem que o Outro, pessoalmente se comprometa. O Outro tem medo?

DE NOTÍCIAS E NÃO-NOTÍCIAS faz-se a crônica, de Carlos Drummond Andrade

O outro (Camila Fontenele)

O outro (Camila Fontenele)

Colecionadora

 – Quem lhe disse que o guarda-chuva há de ser preto, e que o preto é necessariamente uma cor desolada? A alegria dos pretos, a musicalidade, o samba, o senhor acha isso triste? E tem guarda-chuva de toda cor, não só guarda-sol que pode ser enfeitar de cores. A gente é que não sabe colorir a vida, e cria preconceito de que a determinadas coisas devem corresponder determinadas cores.

DE NOTÍCIAS E NÃO-NOTÍCIAS faz-se a crônica, de Carlos Drummond Andrade

Colecionadora (Camila Fontenele)

Colecionadora (Camila Fontenele)

*Camila Fontenele:

Estudante de publicidade, fotógrafa amadora, escritora por vontade, cantora de chuveiro, colecionadora de desapontamentos, viciada em post-it e café. Blog: http://asimplesedoceironia.blogspot.com / Flickr: http://www.flickr.com/photos/pelos_olhos_de_camila / Twitter: @ca_fontenele

Anúncios